Chega um ponto em que a gente simplesmente entende que esperar muito faz doer muito.
Clarissa Corrêa.    (via thiaramacedo)

(via thiaramacedo)


(via realizes)


Sou livre de qualquer preconceito. Odeio todo mundo, igualmente.



Cruzes! Não posso ser uma dessas pessoas que ficam sentadas falando que pretendem fazer isso e aquilo. Eu vou fazer e pronto. Imaginar o futuro é uma espécie de nostalgia. Como assim? Passamos a vida inteira no labirinto, perdidos, pensando em como um dia conseguiremos escapar e em quanto será legal. Imaginar esse futuro é o que nos impulsiona para a frente, mas nunca fazemos nada. Simplesmente usamos o futuro para escapar do presente
Quem é você, Alasca?  (via lettres-a-paris)

(via doluckiness)


A moça levanta e segue em frente. Não por ser forte, e sim pelo contrário: Por saber que é fraca o bastante para não conseguir ter ódio no seu coração, na sua alma, na sua essência. E ama, sabendo que vai chorar muitas vezes ainda. Afinal, foi chorando que ela, você e todos os outros, vieram ao mundo.
Dom Casmurro. 
(via auroriar)

(via auroriar)


E agora, quando me perguntam o que eu mais gosto numa pessoa, digo que são os olhos. Já reparou como se dá a troca de olhares? Acontece uma sintonia, você escuta até música, lê a outra pessoa, ainda que nada seja dito.
Texto encontrado na página 1074.   (via quase-heroi)

(via quase-heroi)


Mas os olhos são cegos. É preciso buscar com o coração.
O Pequeno Príncipe   (via quase-heroi)

(via quase-heroi)


Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós.
O Pequeno Príncipe. (via auroriar)

(via auroriar)


Então hoje, enquanto caminhava ao lado deles, sempre sorrindo por tudo, dando gargalhadas para o céu, percebi o quanto pesará sobre mim a ausência de toda essa felicidade barata e sincera. E mais do que tristeza, um sentimento de orgulho me preencheu, pois, percebi o quanto os quero por perto.
Que sempre aqui estejam, amigos.